Cuidados posturais para crianças com Artrite Reumatóide Juvenil








Olá, eu sou a Dani e esse texto fala sobre Cuidados posturais para crianças com Artrite Reumatóide Juvenil. Antes de começar a lê-lo, siga o blog nas redes sociais: Instagram, Facebook e Twitter. Você também pode entrar nos grupos de Whatsapp ou no grupo do Telegram . Agora, vamos à leitura!




A fisioterapia irá atuar de forma a prevenir e retardar o aparecimento das deformidades, auxiliará na manutenção da trofia e força muscular, promoverá reeducação postural, promovendo qualidade de vida e possibilitando a realização correta das atividades da vida diária (AVDs)

 A avaliação fisioterapêutica, para identificar as queixas e as limitações principais do paciente. Na anamnese, uma conversa com a criança e com os pais é necessária para colher informações sobre a rotina da família bem como seus incômodos e frustrações. A avaliação física é necessária para identificar as articulações afetadas pela patologia e o grau de acometimento.

Avaliações funcionais são essenciais para esses pacientes. É necessário verificar o quanto a dor e a limitação de movimento influenciam na marcha, na postura estática e dinâmica, no equilíbrio e na funcionalidade geral da criança. Em função da doença também afetar o sistema respiratório este também deve ser avaliado, observando o padrão e a capacidade respiratória do indivíduo.

Quando o tratamento envolve crianças e adolescentes é necessário informar que a cooperação do paciente é fundamental para o sucesso da terapia. Essa população possui alguns vícios posturais e orientações para reeducações são necessárias, evitando assim posturas que possam levar a sobrecarga das articulações e piorem o quadro clínico do paciente.

A mochila escolar deve possuir alças largas e estas devem estar apoiadas sobre os dois ombros. A altura da mochila não deve ultrapassar a cintura da criança. O máximo de peso que qualquer pessoa pode carregar é 10% do seu peso corporal.

Quando esse peso é excedido os ombros ficam anteriorizados e ocorre sobrecarga na coluna vertebral. Outra solução possível é a utilização de mochilas com rodinhas, as quais não sobrecarregam a coluna vertebral. Porém, é necessário que a alça tenha uma altura adequada a fim de evitar que a criança execute uma inclinação lateral do tronco.

A altura da mesa de estudos deve ser adequada, a fim de evitar desconfortos posturais. Mesas muito baixas promovem uma flexão de cervical acentuada, que deve ser evitada. Nas escolas, mesas com suporte inclinável contribuem para a adequada postura da cervical. A coluna lombar deve estar apoiada e ambos os pés devem encostar no chão.

As atividades de lazer como jogar vídeo game, brincar no computador, ler um livro ou usar o celular para jogos também devem ser orientadas. A criança sempre deve estar sentada com o apoio da coluna lombar, pés apoiados no solo e evitando flexões extremas de cervical. A realização dessas tarefas em decúbito ventral, semi-ajoelhado ou em "posição de índio" devem ser evitadas, pela sobrecarga que causam nas articulações de membros inferiores e superiores.

Além de zelar pela proteção articular, ao orientar o paciente sobre posturas adequadas para cuidados básicos de saúde se está estimulando sua autonomia e sinalizando para os pais ou responsáveis que a criança é capaz de realizar algumas atividades simples sozinha. Tarefas como escovar os dentes, pentear o cabelo, trocar de roupa e arrumar a própria cama devem ser orientadas, treinadas e estimuladas.



Tenho indicações para você apofundar seus estudos em Cardiologia. Espia só:
  • Sistema Cardiovascular: anatomia e fisiologia
  • Curso de Eletrocardiograma Básico
  • Drive Virtual de Fisioterapia na Cardiologia
  • Curso Online de Fisioterapia Aplicada à Cardiologia


  • Poste um Comentário

    Tecnologia do Blogger.