Fisioterapia na criança asmática


>





A asma é uma doença inflamatória crônica que causa estreitamento das vias aéreas dos pulmões, ocasionando dificuldade respiratória, falta de ar, tosse, aperto e chiado no peito. Na asma os bronquíolos tendem a inflamar e produzir mais muco, o que agrava o problema respiratório.

Causas comuns que incitam a crise asmática

• Poeira
• Mofo
• Animais
• Gripes e resfriados
• Produtos químicos
• Mudanças climáticas do ambiente
• Fumo
• Ácaro
• Pólen

Tratamento fisioterápico

A reabilitação pulmonar traz benefícios para os pacientes com doença pulmonar, entretanto, na maioria das vezes, a criança asmática somente é submetida a um procedimento realizado pelo fisioterapeuta nos períodos de crise ou internação hospitalar.


A fisioterapia respiratória atua na prevenção e tratamento da asma, os tratamentos utilizados são variados, as técnicas podem ser manuais, cinéticas e posturais. O objetivo é amenizar as crises asmáticas e desobstruir os brônquios através de técnicas de higiene brônquica, desinsuflação e reexpansão pulmonar e fisioterapia respiratória aplicada, ampliando também a capacidade respiratória e fortalecendo a musculatura torácica.

Os pacientes com asma experimentam episódios de aumento da frequência respiratória, principalmente em momentos de piora da obstrução brônquica. Assim, os exercícios respiratórios que promovam redução na hiperventilação, e consequentemente, a hipocapnia, são estratégias interessantes.

Há evidências de que a hipocapnia favoreça a broncoconstrição, enquanto que a hipercapnia aja diretamente no relaxamento do músculo brônquico causando a broncodilatação

TREINAMENTO MUSCULAR RESPIRATÓRIO

O músculo diafragma é o mais importante, embora não seja o único, responsável pela inspiração. Os músculos respiratórios podem sofrer hipertrofia (aumento de fibras tipo I e recrutamento de fibras tipo IIa) caso sejam devidamente treinados

REABILITAÇÃO PULMONAR

Define-se por reabilitação pulmonar a intervenção ao paciente com doença pulmonar crônica que inclui, mas não é limitada a exercícios físicos, educação sobre a doença, e mudança de hábitos para melhorar a condição física e psicológica. Está indicada para pacientes sintomáticos e/ou com redução na capacidade funcional e na qualidade de vida em decorrência da doença crônica, desde que estejam em devido acompanhamento médico. É uma intervenção realizada por equipe multiprofissional e com enfoque interprofissional.

As causas da limitação ao exercício e redução na atividade física na vida diária de pacientes com pneumopatia está relacionada à limitação ventilatória, alteração nas trocas gasosas, disfunção muscular periférica em decorrência da inflamação crônica e possíveis complicações cardíacas.


Como prevenir e reduzir os sintomas

• Exercite-se com moderação;
• Evite fumar;
• Evite estar exposto a fumaça, gases, perfumes cheiros de tinta ou produtos de limpeza;
• Mínimo contato com animais;
• Previna-se contra gripes e resfriados;
• Mantenha sempre a casa limpa, evitando o acumulo de poeira e ácaros.

Se não diagnosticada e tratada corretamente, a asma pode levar à morte. Outro fator importante é a ocorrência do "remodelamento das vias aéreas" (alterações na estrutura dos brônquios), provavelmente devido a sucessivas reparações decorrentes da inflamação crônica gerada pelo não controle da doença. O remodelamento pode gerar um componente irreversível de obstrução ao fluxo aéreo, determinando formas mais graves da doença.
Fisioterapia na criança asmática Fisioterapia na criança asmática Revisado by Faça Fisioterapia on 06:03 Nota: 5