Brincar com o seu filho pode parecer apenas ...

Qual a importância da atividade física para crianças?

 
Atividade física para criança: Qual a importância?

Brincar com o seu filho pode parecer apenas um passatempo, mas é muito mais que isso. Incentivar a prática de atividades físicas na infância é muito importante para um crescimento saudável. Se trabalhadas de forma adequada, respeitando a fase pela qual criança passa, essas atividades estimulam o desenvolvimento cerebral, a coordenação motora, a sociabilidade e evita até o aparecimento de doenças. 

Uma a cada três crianças está acima do peso no Brasil, segundo dados do Ministério da Saúde. Por isso, é preciso ter uma infância ativa. A atividade física na infância ajuda tanto no controle do peso, como a desenvolver agilidade, musculatura e sociabilização. Mas como por onde começar se a criança for resistente?

O importante é procurar atividades pelas quais o seu filho tenha interesse. Observe também se ele se prefere atividades em grupo ou individual. Os pais devem sempre orientar e acompanhar a criança durante a atividade, principalmente na fase inicial, no período de adaptação. Lembre-se também que o esporte deve ser visto com uma recreação prazerosa, nada deve ser imposto ou exagerado.

Uma das consequências mais graves da falta de exercícios na infância é a obesidade. É cada vez mais comum ver crianças com diabetes, doenças respiratórias e problemas no coração. Segundo dados do IBGE, o sobrepeso vem aumentando a cada ano e hoje atinge mais de 30% das crianças entre cinco e nove anos de idade e cerca de 20% da população entre 10 e 19 anos.

Além do fortalecimento da coordenação motora, a atividade ajuda a melhorar a concentração, a autoestima e a interação social. Por esse motivo é muito importante trabalhar a atividade física dentro das escolas. Segundo uma pesquisa realizado pelo IBGE, 65,5% dos estudantes do 9º ano do ensino fundamental não realizavam 300 minutos de atividades físicas na semana, sendo que o ideal é 420 minutos.

Se você se interessa por atividade físicas e pelo esporte, o curso de Educação Física pode ser uma boa opção.

Atividade física de acordo com a idade

De 0 a 2 anos:

Nessa fase, as modalidades trabalham todo o desenvolvimento da criança, sem focar em uma atividade específica.

Modalidade: Natação

De 3 a 6 anos:

Nessa fase, utiliza-se a estratégia da ludicidade em todas as modalidades. Muitas brincadeiras para aprender os movimentos iniciais em todas as atividades.

Modalidade: Iniciação esportiva, Natação, Judô, balé

De 7 a 14 anos:

A partir dos 7 anos, as crianças entram em atividades específicas e aprendem um panorama geral de cada uma das modalidades.

Modalidades: Esportes de quadra (handebol, basquete, futebol)

O conhecimento aprofundado em Terapia Intensiva Neonatal pode oferecer boas oportunidades de crescimento na carreira dos profissionais ...

Objetivos da Fisioterapia Terapia Intensiva Neonatal


O conhecimento aprofundado em Terapia Intensiva Neonatal pode oferecer boas oportunidades de crescimento na carreira dos profissionais de saúde que desejem atuar na área.

Com a formação adequada, é possível ter mais segurança para desempenhar suas funções com excelência e promover todos os cuidados necessários ao recém-nascido, além de garantir o suporte às demandas dos pais e demais familiares.

O período entre o nascimento e o 28º dia de vida tem uma enorme importância para o desenvolvimento do bebê. A medicina neonatal exige uma atuação diferenciada dos profissionais de saúde que atuam nessa área, sejam eles médicos pediatras, enfermeiros, psicólogos ou fisioterapeutas.

Seja para cuidar dos nascidos a termo ou de bebês prematuros, a atualização teórica e a experiência clínica em Terapia Intensiva Neonatal fazem toda a diferença diante de intercorrências que colocam em risco a saúde dos pequenos e trazem muita apreensão para a família.

Assim, entre os desafios enfrentados pelos profissionais da medicina neonatal estão o acompanhamento ambulatorial e a realização de procedimentos cirúrgicos, sejam de rotina ou emergenciais. É marcante o caráter multidisciplinar da equipe de saúde responsável pelos cuidados com o recém-nascido.

Objetivo Geral

O fisioterapeuta especialista em Terapia Intensiva Neonatal e Pediátrica visa a promoção, proteção e recuperação das funções de neonatos, lactentes e pacientes pediátricos no âmbito hospitalar.

Objetivos Específicos

  • Manutenção da via aérea natural e artificial e da mecânica respiratória;
  • Manutenção das vias aéreas pérvias, por meio de procedimentos de reexpansão pulmonar, desobstrução brônquica e posicionamento;
  • Auxílio no processo de desmame ventilatório, com os cuidados necessários em todas as faixas etárias dos pacientes neonatos e pediátricos;
  • Realização da extubação após avaliação prévia da condição clínica dos pacientes;
  • Realização da admissão, evolução e alta fisioterapêutica dos pacientes neonatos e pediátricos;
  • Entre outros.

A Fisioterapia em Terapia Intensiva Neonatal e Pediátrica é mais uma das especialidades profissionais reconhecidas pelo COFFITO e foi regulamentada junto à Fisioterapia em Terapia Intensiva Adulto, pela Resolução número 402, de 03 de Agosto de 2011. Trata-se de uma combinação de conhecimentos, técnicas e equipamentos que têm por objetivo manter, melhorar e/ou recuperar a função de recém-nascidos, lactentes e crianças.


Faça Fisioterapia