Fisioterapia Respiratória em Crianças com Doença Falciforme e Síndrome Torácica Aguda


>




O objetivo deste estudo foi de realizar uma revisão sistemática da literatura médica para identificar as técnicas de fisioterapia respiratória aplicadas em crianças com doença falciforme e síndrome torácica aguda, bem como descrever seu nível de evidência e recomendação.

A revisão bibliográfica nos bancos de dados Medline, Lilacs, SciELO e Cochrane no período de 1995 e 2009, com os descritores: "doença falciforme", "síndrome torácica aguda", "fisioterapia", "criança", "inspirometria de incentivo", em português e inglês, excluindo-se os estudos de revisão. Os artigos foram classificados por nível de evidência.

Foram encontrados cinco artigos:

-Destes, três utilizaram a inspirometria de incentivo e obser¬varam que ela evita as complicações pulmonares associadas à síndrome torácica aguda (nível de evidência II, II e IV), um deles (evidência II) comparou a inspirometria de incentivo com o dispositivo de pressão expiratória, sem diferenças entre ambos.

-Um artigo utilizou uma rotina de cuidados, incluindo a inspirometria de incentivo (evidência V), e ob-servou redução do tempo de internação hospitalar e do uso de medicação oral para dor.

-Outro estudo com a ventilação não invasiva para crianças com desconforto respiratório e com incapacidade de realizar a inspirometria de incentivo relatou melhora da oxigenação e do desconforto respiratório (nível de evidência V).

Foi possível concluir que as técnicas de fisioterapia respiratória com dispositivos de inspirometria de incentivo, de pressão expi¬ratória e a ventilação não invasiva podem ser aplicadas em crianças com doença falciforme e síndrome torácica aguda; o nível de recomendação é C.

Retirei daqui


Share on Google Plus

About Faça Fisioterapia

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment